Notícias

Segunda-Feira, 30 de Dezembro de 2013

Dorgival Dantas quer gravar DVD em Triunfo

"A gente devia gravar um DVD hoje aqui. Olha quanta gente" disse o cantor Dorgival Dantas depois de cantar a primeira música do seu primeiro show em Triunfo, no domingo, 29, durante a programação do Natal 2013. A admiração do artista era com a cidade e a multidão que lotou o pátio de eventos na Praça Carolino Campos não só para prestigiar o seu show, mas também para cantar junto sucessos de um repertório todo assinado por ele e que justificam o título de "poeta das canções".

 

Aos 42 anos, Dorgival revela em suas músicas histórias de amor que se encaixam como uma luva na vida real de muita gente, provocando uma identificação imediata do público e um encantamento que, no caso das adolescentes, chega a ser uma histeria à beira do palco. Em muitas das canções ele defende os apaixonados e proclama declarar o amor à pessoa amada. "Não espere ninguém dizer que te ama pra poder dizer a mesma coisa. Vai lá e diz assim: Eu te amo, você é muito especial" aconselhou antes de cumprir com mais músicas repertório.

 

No roteiro do show ele dá mais conselhos por meio das letras de sucessos como "Eu não vou mais chorar" ou em composições como "Pode Chorar". Ao conversar com a multidão, o cantor também revela uma religiosidade forte. "Sem Deus não existe felicidade. O pouco com Deus é muito e o muito sem Deus é nada" declarou.  

 

No palco de Dorgival tem espaço também para sua vida familiar. Isso se revela quando ele convida o filho, Cícero Dantas, com apenas 16 anos, para cantar. Um sinal claro de que o poeta do amor já tem a pessoa certa para prolongar o legado. Nos bastidores, o adolescente Cícero, procurando as melhores palavras para a entrevista, confirma a carreira solo. "Pensamos sim (ele e o pai). Tanto eu quanto o meu pai. Quando eu chegar aos 18, a gente começa esse trabalho" disse.

 

Quando voltou a falar de amor, já perto do final do show, Dorgival cantou uma das canções mais esperadas da noite. Com a música "Valeu", o coro da multidão ficou ainda mais forte e ele cantou dividindo a letra com o público. Depois de quase duas horas de show, ele deixava a certeza de que estar em Triunfo pela primeira vez "valeu".