Notícias

Segunda-Feira, 15 de Julho de 2013

Turistas lotam Triunfo e usam até helicópteros

Frio faz lotar hotéis e empresários usam até helicópteros para conhecer a cidade.
 
A cena inusitada de dois helicópteros sobrevoando Triunfo na tarde do sábado, dia 13, era um sinal de que, até pelo alto, os turistas estavam de olho na cidade por causa das belezas naturais e, principalmente, das baixas temperaturas já registradas. Logo chegou a informação de que empresários que participavam da Exposerra, a feira agropecuária da vizinha cidade de Serra Talhada, faziam uma espécie de city tour aéreo em Triunfo. 

Em terra, os donos de hotéis nem precisaram esperar pela Festa dos Estudantes, no final de julho, para comemorar a ocupação em alta. Somente no último final de semana, entre os dias 12 e 14, a ocupação na rede hoteleira foi de cem por cento. 

O comerciante Marcos Martins, por exemplo, veio do Recife para Triunfo, com um grupo de oito pessoas, em busca das temperaturas amenas dessa época. "Recebi a indicação de amigos que já tinham vindo. A cidade é bonita, diferente" disse Martins.

O grupo de estudantes de Turismo da Universidade Federal da Paraíba, formado por 44 pessoas, uniu pesquisa e diversão na mesma viagem. Eles vieram a Triunfo conhecer a estrutura de hospedagem e marketing turístico, mas também aproveitaram para conhecer os atrativos naturais da cidade, além de tirar os casacos do armário em nome da neblina e o frio que já fez os termômetros marcarem 14 graus.

"Eu achei a cidade muito bonita, a paisagem é muito linda. Já tem uma infraestrutura relativamente boa. O frio é surpreendente. A gente sai de tão perto, de João Pessoa, tão quente e sentir esse frio aqui" conta a aluna Carla Freire. Ela mora há 16 anos na capital paraibana, mas é de Portugal. "Triunfo lembra muito a minha cidade com essas montanhas, esse frio" conta.

Os empresários da rede hoteleira atribuem os cem por cento de ocupação antes mesmo do festival de inverno, a fatores como a alta do dólar, a consolidação do turismo em Triunfo com reportagens de repercussão nacional, mas principalmente às baixas temperaturas que, este ano, chegaram ainda mais cedo, apesar dos meses de março e abril sem chuvas. "Outro fator importante é a temporada de férias e o trabalho que o trade turístico tem feito com pacotes cada vez mais diferenciados e em conta" comemora Thomas Malaquias do hotel Alpes de Triunfo.

Com ocupação de todos os 900 leitos dos hoteis e pousadas, os atrativos gastronômicos também estão em alta. A tapioca com café orânico e o cuzcuz com queijo, além dos crepes atraem os turistas para os cinco quiosques do recém inaugurado Polo Gastronômico ao lado da estação do teleférico.

Nos hotéis, o cardápio oferece pratos inusitados como o fondue chamado rota do cangaço. Inspirado nos mantimentos que o cangaceiro Lampião levava, a iguaria vem com carne de sol, charque, tapioca, jerimum, molhos, queijo coalho e mel de engenho. Três pessoas se servem bem ao preço de R$ 80.